CHO investe 383 mil euros na remoção de amianto

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) estima investir 383 mil euros na remoção do amianto dos edifícios hospitalares de Torres Vedras e Peniche, de acordo com a presidente do Conselho de Administração, Elsa Baião.

“Com estas intervenções pretende-se que seja retirada a cobertura existente em fibrocimento, que será substituída por placas de cobertura térmica”, explicou a administradora à agência Lusa.

O maior investimento, 346 mil euros, está previsto para o hospital de Peniche, enquanto na unidade de Torres Vedras prevê-se um investimento de 37 mil euros.

O centro hospitalar aguarda autorização do Governo para lançar a concurso público as duas empreitadas. A obra de Peniche vai decorrer durante seis meses, depois de adjudicada.

Newsletter TecnoHospital

Receba quinzenalmente, de forma gratuita, todas as novidades e eventos sobre Engenharia e Gestão da Saúde.


Ao subscrever a newsletter noticiosa, está também a aceitar receber um máximo de 6 newsletters publicitárias por ano. Esta é a forma de financiarmos este serviço.